quarta-feira, 1 de junho de 2011

Somos a música.

Entramos num acordo, então.
Um acorde de cada vez, pra não desafinar.
Acordes mudos, do mundo do sonho.
Cada um no tom que lhe cabe.
E cada tempo no seu tempo certo.
De modo que cantemos juntos,
e não deixemos de lado a harmonia.
A nossa harmonia!
E quando a voz acabar.
Que calemos em sonhos, 
e apenas possamos sorrir.
Com os olhos, bocas e corpos.
Conversando calados, no ritmo certo.
No ritmo nosso!


Ib  

3 comentários:

Jadilson Pedreira disse...

Just let it ring, then...

Laiz disse...

i leave

Jadilson Pedreira disse...

;)

Postar um comentário