quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Parecer ser

Na imensidão de estar só
Sonhando em ser mais
Matando o que não vem
Quando só se quer ter
Alguém.
No vazio da multidão
Sendo um pouco menos que nada
Vivendo pro que não se tem
Quando se percebe ser
Ninguém

1 comentários:

Por que você faz poema? disse...

pouco menos que nada
já é mais do que sou.

Postar um comentário